Seja uma editora!Escreva para o Novidades de Beleza!

Benefícios da natação para sua saúde

  • SumoMe
Natação e seus benefícios
Benefícios da natação para sua saúde.

A natação é uma atividade que auxilia no bem estar e no condicionamento físico das pessoas que praticam semanalmente. Um dos esportes mais completos indicados para todas as idades, pois exige muito da sua respiração ajudando na funcionalidade do pulmão e de todo sistema cardiovascular trazendo muitos benefícios para sua saúde.

Alguns benefícios da natação

  • A natação ajuda a perder peso e a ganhar resistência para o dia a dia.
  • É uma atividade que ajuda a reduzir celulite, ativa a circulação do sangue evitando o aparecimento das varizes muito comum hoje nas mulheres independentemente da idade.
  • Promove o relaxamento da musculatura e alivia a tensão muscular.
  • Melhora a coluna mantendo a postura e alivia a dor em muitos casos.
  • Melhora a respiração, ajuda você a controlar o stress.
  • Ajuda na recuperação de lesões, reduz o risco de doenças ósseas, ideal para quem tem osteoartrite.
  • Indicado para todas as idades por ser uma atividade que mexe com todas as partes do corpo fortalecendo e dando resistência física, melhorando a respiração, postura mantendo o peso ideal para o seu corpo.

Conheça os tipos de nado

 

Nado crawl

É um dos mais praticados e também o nado mais rápido. Neste estilo, o praticante se posiciona com a parte frontal do corpo voltada para o fundo da piscina. As pernas esticadas, semiflexionadas e os pés estendidos se movimentam como se estivessem dando chutes, alternando a perna esquerda e a direita repetidamente. Os braços também se movimentam alternadamente. Enquanto um braço está dentro da água, tracionando para provocar o movimento, o outro estará fora da água. A respiração é feita girando a cabeça, alternando com as braçadas, geralmente na terceira braçada você gira a cabeça e respira sendo que a respiração pode ser unilateral ou bilateral.

 Nado costas

No nado costas o nadador se posiciona com o corpo plano sobre a água, o dorso voltado para o fundo da piscina. A movimentação dos pés e pernas é semelhante à do crawl. Assim como ocorre no nado crawl, os braços revezam alternadamente, ora dentro, ora fora d’água, como propulsores. Os braços estendidos à frente do ombro fazem o movimento passando próximos da orelha, alternadamente, a palma da mão virada para fora. A mão entra na água em movimento perpendicular, sendo o dedo mínimo o primeiro a entrar em contato com a água. O braço deve empurrar a água no sentido do quadril. A respiração é natural, já que o rosto do nadador estará fora d’água.

Nado peito

O nado peito é considerado o mais difícil de coordenação e o mais lento entre os estilos. O corpo do nadador deve ser mantido com os ombros paralelos à superfície da água. Os movimentos de pernas e braços, ao contrário dos nado crawl e nado costa, devem ser simultâneos e no mesmo plano horizontal. As mãos devem ser empurradas para frente e trazidas para trás na superfície ou abaixo. Os pés devem estar voltados para fora durante o movimento para trás. O rosto deve estar dentro d’água. O início do movimento é com as pernas totalmente estendidas. As pernas são trazidas simultaneamente para junto do corpo, com os joelhos dobrados e abertos, enquanto os braços se recolhem na altura do peito. Pernas são novamente jogadas para trás e os braços estendidos.  O movimento de perna no nado peito é semelhante ao da rã, também conhecido como “chicotada”. A respiração é feita no final da puxada do braço, com a cabeça erguida fora d’água.

Nado borboleta

O nado borboleta sem dúvida é o que geralmente apresenta maior grau de dificuldade para execução, entre os quatro nados.  É o nado mais “puxado”.  Exige ao mesmo tempo força para empurrar a água e flexibilidade para o movimento de lançar os braços fora d’água.  Exige do nadador mais força para enfrentar a resistência da água. Neste nado, o corpo do nadador estará com a barriga voltada para o fundo da piscina. O movimento da perna é em ondulações, com as pernas alongadas e juntas, sem bater os pés.  Ambos os braços devem ser trazidos à frente simultaneamente sobre a água e depois levados para trás juntos, simultânea e simetricamente. O nadador pode respirar a cada ciclo ou a cada duas braçadas.

Comente o que achou no Facebook

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *