Seja uma editora!Escreva para o Novidades de Beleza!

Saiba quais as doenças mais comuns no verão e como trata-las

 

Doença de pele
Doença de pele

Praias muitas vezes consideradas improprias para banho continuam sendo frequentadas.

Como evitar e tratar estas doenças?

O controle de qualidade da água é feito pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA), por meio da medição dos níveis de coliformes fecais presentes nas amostras coletadas duas vezes por semana pelos técnicos do instituto. Dependendo dos resultados, as praias são classificadas como “próprias ou impróprias” e com restrições.

A contaminação através da areia tem relação com a presença de animais na praia. Entre as doenças causadas pelas fezes de cachorros e gatos estão: toxoplasmose e a larva migrans, também conhecida como bicho geográfico e da bactéria Escherichia coli, que se encontra logo acima, na faixa na areia molhada.

Doenças comuns no verão

Rotavirus

Uma das principais causas de diarreia grave em mulheres que estão amamentando e nas crianças. Os sintomas são gastrenterite, infecção, cólica intestinal e vômito. Para evitar a contaminação, o banhista deve evitar água do mar.

Norovírus

Presente nas fezes é facilmente transmissível e causa diarreias agudas. A contaminação se dá pela água ou areia contaminada.

Observação: Se houver um vazamento de esgoto na praia, e quatro dias depois você fizer um diagnóstico, é possível que apareça baixa quantidade de coliformes fecais, dando a impressão de que a praia está boa. Só que existem outros agentes que causam doenças e que não são avaliados. O vírus da hepatite A, exemplo, é super-resistente. Os enterovírus, os rotavírus e os norovírus, que causam diarreias e vômitos também são resistentes e não são avaliados.

Hepatite A

É uma doença que produz inflamação no fígado. A contaminação se dá através da ingestão de água e alimentos contaminados com o vírus, que é transmissível entre as pessoas. Neste caso, se constatada, é necessário separar objetos pessoais, toalhas de banho, talheres, e devem ser usados somente pela pessoa contaminada não as dividindo com ninguém.

Infecção pelo enterovírus

Aparece durante o ano inteiro em todo o mundo, com maior concentração no verão. Este vírus pode até causar doenças como a miocardite e meningite asséptica.  Devem-se higienizar as mãos e os alimentos para diminuir os riscos.

Bicho Geográfico

A (larva migrans) encontrada nas fezes de cães e gatos e penetram na pele, normalmente no pé ou nas nádegas. Áreas com ferimentos ou micoses estão mais aptos à contaminação. Evitar o contato direto com a areia contaminada diminui o risco. Dê preferência ás praias que não há animais na areia, como cães e gatos.

Toxoplasmose

Doença causada pelo protozoário toxoplasma gondii, que se prolifera em animais. Esta contaminação se dá pela ingestão de água ou alimentos contaminados ou pelo contato com as fezes dos animais. A doença é especialmente perigosa para as grávidas, já que provoca abortos e nascimento de fetos mal formados.

Dicas de cuidados no verão

Desidratação – Provocada pela perda de líquidos e é muito comum no verão, principalmente quando há aumento da transpiração ou a ingestão de alimentos mal conservados ou mal lavados. Entre os sintomas estão vômito, diarreias, sede, boca e mucosas secas e olho ressecado e irritado. Beber muito líquido previne.

Insolação – Deve-se á exposição excessiva ao sol. O sintoma é a falta de ar, dor de cabeça, náuseas e tontura, temperatura do corpo elevada, pele quente, avermelhada e seca e até desmaio. Na insolação ocorre também desidratação e o indivíduo pode apresentar queimaduras. Para prevenir deve ser usado o protetor solar diariamente e repor a cada duas horas.

Otite – Infecção causada por fungos e bactérias no canal auditivo. É advertida em pessoas que frequentam praias e piscinas e ficam com água nos ouvidos.

Pano branco (pitiríase versicolor) – Micose é muito comum em climas tropicais. O causador dela é o fungo Ptyrosporum ovale, que existe normalmente no meio ambiente, mas que só causa problemas quando a pessoa está com baixa imunidade ou em locais úmidos e de muito calor. Os sintomas são as manchas brancas na pele.

Conjuntivite bacteriana – Inflamação da conjuntiva, membrana do olho. É contraída em praias impróprias para banho e piscinas que não estejam devidamente limpas e tratadas.

A maioria das pessoas já desenvolveu imunidade aos vírus e bactérias que se encontram nas praias mesmo tendo contato com eles. No entanto, dificilmente terão problemas sérios de saúde quanto a isso. O que conforta em saber.

Dengue – Lembre-se de que água parada atrai o mosquito Aedes aegypti. Existem quatro sorotipos de dengue sendo o mais comum o tipo 1 e duas manifestações clínicas da Dengue:

Clássica – forma mais leve e mais comum da doença que  se assemelha à gripe.

Hemorrágica – que é a forma mais grave.

Como prevenir doenças no verão

Procure praias e piscinas limpas. Respeite os horários para exposição ao sol até ás 10h00min horas e depois dás 16h00min horas. Não fique muito tempo com as roupas molhadas para não adquirir fungos e bactérias. Seque-se bem após o banho normal, principalmente virilha. Use sabonete em creme. Seque bem o meio dos dedos das mãos e pés. Lave os alimentos. Lavar bem as mãos. Evite água parada em vasilhames e tampas de garrafa evitando a Dengue.

 

Comente o que achou no Facebook

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *